segunda-feira, 11 de outubro de 2010

UM GRANDE IRMÃO, UM VERDADEIRO AMIGO

Meu querido amigo, infelizmente, não pude estar do seu lado.
Falta sei que não sentiu, pois tantos outros estiveram contigo.

Sei que chorastes de felicidade, pois o sorriso não deixava seu rosto mesmo cheio de lágrimas.

Bebestes pouco porque a política não o abandona e ser político bêbado não combina para sua imagem.

Sei do seu potencial como Don Juan e sempre fico feliz quando estás apaixonado.

Posso chutar que durante a festa ficastes triste por motivos que para uns seriam simples mas para ti...

Então aproveitou o final do evento para se dopar de álcool etílico de vodka (barata?).

Um amigo não abandona o outro. E felizmente não te abandonei.

Quando precisares de um ombro amigo sempre estarei aqui e para tal darei a volta ao mundo se precisar.

Mas para farra você tem substitutos à altura.

Desculpa pela falha no seu momento talvez de mais alegria, com pessoas que tanto gosta de ti e no lugar que você mais se sente de casa.

As minhas orações te pertencem e nelas eu te desejo toda felicidade do mundo.

Você merece. Mesmo sendo uma porta às vezes.

Muita luz meu querido nesse seu caminho. Muita paz e harmonia.

E que um dia você ache um grande e verdadeiro amor. Sei que procura isto pois talvez seja uma das únicas coisas que falta.

Te amo meu irmão e amigo.

Espero que possamos ser sempre os doidos que fazem amizade as 4 da madrugada com a trupe da monvep.

Espero que possamos passar mais carnavais como os do Brejo.

Espero que possamos ir a mais encontros maçônicos e mais congressos Demloays.

Espero que sejamos amigos.

Amigos para sempre.

Um comentário:

PARAISO disse...

Achei Linda essa Declaração de Amor!
Mas não deixa de ser coisa de "VIADO"
RS